CAPACITAÇÃO MNI E MISSÕES MUNDIAIS SAM

por | abr 16, 2019 | 0 Comentários

(CNAS) De 27 a 29 de março, na cidade de Quito, Equador, a equipe regional de MNI, formada pela coordenadora regional Ruth Bravo e os coordenadores de cada país, reuniu-se para ser treinada no novo modelo de Missões Nazarenas, e para trabalhar em sessões de estratégia em relação às áreas de impacto da MNI na região. Durante esse período tivemos como expositores Lola Brickey, Diretora Global da MNI; Christian Sarmiento, Diretor Regional; Ruth Bravo, Coordenadora Regional da MNI; e Juliana Nunes, Coordenadora Regional de Equipe Missionária.

Os Coordenadores Nacionais da MNI, Jessica Rojas (Argentina), Claudia Baldivieso (Bolívia), Giovanna Vásquez (Equador), Carlos Saavedra (Peru), Antônio Carlos (Brasil), William Calderón (Colômbia), Adolfo Ayala (Paraguai), Arón Pérez (Uruguai) e Richard Faúndez (Chile) tiveram um tempo para compartilhar sobre o ministério desenvolvido em seus países, para compartilhar experiências e estratégias que poderiam ser usadas de forma contextual em outros países, um momento muito produtivo.

Ao mesmo tempo, o Comitê de Missões Mundiais da América do Sul e o Ministério de Comunicações também tiveram um tempo de reuniões. Juntamente com esses ministérios, houve sessões comuns para serem treinados no novo modelo de Missões Nazarenas.

O Comitê de Missões Mundiais da América do Sul, composto por Christian Sarmiento, Diretor Regional; Geraldo Nunes, CEA Andino Norte; Juliana Nunes Coordenadora Regional de Equipe Missionária; Júnior Rodrigues, Coordenador de Mobilização Andino Norte; Natanael Cardoso, Coordenador Nacional de Missões Mundiais do Brasil; Yoan Camacaro, Coordenador de Mobilização Cone Sul, e Esdras Jimenez, CIM Equador, esteve trabalhando em processos e iniciativas com base nas necessidades dos países e como melhorar a formação e envio dos chamados à missões em nossa região.

Agradecemos a Deus por este tempo, que sabemos que redundará e terá um impacto na mobilização missionária em cada país, distrito e igrejas locais.

Fonte: Ruth Bravo – Juliana Nunes